13 de mar de 2010

Imperadores Romanos Loucos-TIBÉRIO (14-37)


Eles não seriam o primeiro nem o último caso em que os sucessores provaram não ter a mesma força moral que os pais construíram grandes impérios.
Tibério Cláudio Nero nasceu em 16 de novembro de 42 a.C., filho de Tibério Nero e Livia Drusilla. De família tradicional e rica, o futuro de Tibério já estava aliado à vida pública.
Por dez anos, Tibério foi braço direito de Augusto. A morte do soberano em 19 de agosto do ano 14 não foi surpresa e a posse de Tibério, apenas uma conseqüência prevista, porque foi a primeira sucessão após a queda da República, ninguém parecia ter muita certeza de como proceder.
Em geral, os primeiros anos do governo de Tibério foram pacíficos. O novo governante seguiu os passos de Augusto, assegurando os poderes de Roma, expandindo o Império e atendendo os desígnos do povo e do Senado.
Tibério deixou claro sua vontade de que o Império fosse regido em conjunto por ser sobrinho Calígula e seu neto Gemello.

Nenhum comentário: