14 de mar de 2010

Imperadores Romanos Loucos-CALÍGULA (37-41)


Nascido em 31 de agosto de 12, Gaio Julio César Germânico ou Calígula, representou o ápice do desleixo com o Império Romano.
A falta de habilidade para governar ficou evidente já nos primeiros anos de Calígula como regente. Ainda garoto, era chamado de “botinhas” pelos legionários acampados na Gemânia, que o tinha como mascote. O apelido vinha de seu costume de andar fantasiado de legionário desde criança. Calígula, em latim, significa “pequenas botas do soldado”.
Os curtos quatro anos de calígula no poder foram documentados e mostram, principalmente, caprichos e sandices que o fizeram conhecido como completo déspota. Cruel e indigno de confiança, colocou Roma em um período de promiscuidade e desmando, mantendo casos amorosos com suas próprias irmãs e deixando as legiões romanas em maus lençóis.
Calígula morreu aos 28 anos, assassinado por Cássio Cherea, uma antigo oficial que servia Germânico. Há muitas dúvidas de que Cláudio, o sucessor, tenha desempenhado algum papel na morte do sobrinho.

Nenhum comentário: