16 de out de 2008

Quando as Pedras Falam II


Verdadeiramente ao longo dos anos as “pedras estão falando”, estas são citações de arqueólogos estudiosos em arqueologia Bíblica:

O Dr.W.F Albright, talvez o arqeólogo mais famoso do século 20,disse: “não pode haver dúvida de que a arqueologia confirmou a significativa historicidade da tradição do Antigo Testamento”. Archaeology and the Religion of Israel,pág.176

• Millar Burrows, da Universidade de Yale: “Em geral, porém, o trabalho arqueológico fortaleceu indiscutivelmente a confiabilidade do registro bíblico. Mais de um arqueólogo teve aumentado o respeito pela Bíblia pela experiência da escavação na Palestina.”- What Mean These Stones ?, pág 1

Prof.K.A Kitchen : “ Em termos de confiabilidade geral, o Antigo testamento se
sai notavelmente bem,visto que seus escritos e escritores são tratados com justiça e imparcialidade”. –On the Reability of the Old Testament, pág. 500.

Por mais agradáveis que possam ser estas citações, e outras mais, não devemos basear nossa fé na arqueologia porque, como todas as disciplinas, é ainda um esforço humano.
As pessoas têm que interpretar a evidência, e então sempre surge um elemento subjetivo. O que acontece quando alguém faz um achado que,na interpretação de alguns estudiosos, contradiz o relato bíblico?Nossa fé fica destruída? Por mais agradável que seja quando as interpretações arqueológicas se ajustam ao que cremos, nossa fé não deve repousar em pedras e inscrições, mas nas promessas de Deus,como nos são reveladas em Jesus Cristo.

Lição da Escola Sabatina,2º Trimestre de 2007, pág 56.

Nenhum comentário: